Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2013

Aos olhos de quem está de fora

Portugal viveu nas últimas duas semanas um período de crise política completamente desnecessária que nos fez perder tempo e dinheiro. Motivada pela demissão mais do que prevista do Ministro das Finanças e pelo consequente desvario de Portas, criaram-se condições para que a solução de estabilidade que saiu das últimas eleições legislativas se desmoronasse como um castelo de cartas. A oposição sentiu que tinha terreno fértil para lançar sementes de contestação no sentido de precipitar eleições antecipadas e o Presidente da República viu-se obrigado a intervir em dois momentos. No primeiro para pedir aos partidos que assinaram o memorando de entendimento com a troika que se entendessem, propondo um prazo para a realização de eleições antecipadas. No segundo para dar continuidade ao mandato do governo. Os três partidos que se sentaram à mesa, dois estavam, segundo se percebeu, com vontade de um entendimento, mas um deles, neste caso o PS, tudo fez para que não houvesse entendimento. E fê-lo…